Tai Chi Chuan

Movimento de Tai Chi Chuan

Único no Rio de Janeiro ensinando exclusivamente Tai Chi Chuan da Família Chen.
Atenção individual, grupos pequenos.
Contato


O que é Tai Chi Chuan

O Tai Chi Chuan surgiu na China no século XVII, como uma arte marcial. Hoje, Tai Chi Chuan é bem mais que isto. Tai Chi Chuan é uma prática física e mental, que herdou milênios de cultura e pesquisa empírica sobre movimento corporal, saúde, circulação de energia e meditação. O Tai Chi Chuan pode ser um meio de levá-lo a um modo de viver mais integral e a um estado de espirito mais feliz, a um contato mais proximo consigo, e a ter mais vitalidade e saúde.


Aulas de Tai Chi Chuan no Rio de Janeiro, RJ

Você pode praticar Tai Chi Chuan comigo no Parque Lage (bairro do Jardim Botânico), ou no Leblon, no Rio de Janeiro.
No Parque Lage as aulas de Tai Chi Chuan são aos sábados, de 8 às 9:30.
No Leblon as aulas são no Clube Campestre da Guanabara, na Rua Alberto Rangel nº 71, às terças e quintas de 19:20 às 20:50.
Veja aqui como me encontrar.


História do Tai Chi Chuan

O Tai Chi Chuan foi criado por Chen Wangting, um general da Dinastia Ming, em 1644. Chen Wangting era legalista, e quando a dinastia caiu, ele voltou ao seu vilarejo natal. Afastado do meio militar, teve contato com práticas Taoístas de meditação e circulação de energia. Unindo seus conhecimentos marciais a estas práticas, criou um sistema de treinamento que ensinou aos seus descendentes, que desde então preservam seus ensinamentos. Chen Wangting pertencia à 9ª geração da Família Chen no condado de Wen, província de Henan, e até hoje seu vilarejo natal, chamado Chenjiagou, é o destino de escolha para quem deseja aprender Tai Chi Chuan na China.


Estilos de Tai Chi Chuan

Na 14ª geração da família Chen, seu patriarca Chen Xangxing preservava a tradição ensinando os demais membros do clã. Um destes, dono de uma farmácia de ervas fitoterápicas, era o anfitrião das aulas. Na sua casa trabalhava um caseiro, chamado Yang Luchan. Como morava na casa do anfitrião das aulas, e após uma longa insistência, Yang Luchan foi o primeiro aluno a ser admitido nos treinos sem ser parente dos Chen. Depois de 17 anos de treinamento, Yang Luchan passara a ser considerado como membro da família, e foi-lhe permitido deixar a propriedade. Ele viajou para Pequim, onde tornou-se famoso pelo seu gongfu. Suas aulas originaram o estilo Yang de Tai Chi Chuan, e deste surgiram os outros estilos.
Algumas lendas também apareceram com o tempo, como a de que Yang Luchan teria espionado as aulas da família, ou coisa semelhante, e então teria demonstrado grande habilidade ao ser flagrado.


Tai Chi Chuan e Chi Kung

O que faz com que o Tai Chi Chuan seja mais que simplesmente uma sequência de movimentos executada em câmera lenta? E ainda, por que mover-se assim devagar?
A resposta é o Chi Kung. Qualquer exercício que tenha sido projetado com a finalidade de promover a circulação da energia vital no corpo pode ser chamado de Chi Kung, e existem centenas deles. No Tai Chi Chuan da família Chen, praticamos dois tipos de Chi Kung: o Zhanzhuang, conhecido como Postura da Árvore ou Postura da Estaca, e o Chansigong, o Desenrolar o Fio de Seda. Na maioria das vezes o Tai Chi Chuan é treinado em ritmo lento para que seja possível fazer os movimentos com a precisão requerida para a boa circulação de energia, mas se o praticante for proficiente, também pode ser feito em velocidade.


Tai Chi Chuan e saúde

O Tai Chi Chuan foi criado recebendo influências de práticas Taoístas de circulação de energia. Estas práticas visavam aumentar a vitalidade, e promover a melhoria da circulação da energia - que são os princípios terapêuticos da medicina chinesa. Por outro lado, o Tai Chi Chuan nasceu como uma arte marcial - mas não era um simples apanhado de técnicas para serem ensinadas a soldados, e sim um sistema refinado que seria ensinado dentro da própria família do fundador. O Tai Chi Chuan é a única arte marcial projetada na sua criação pra preservar a saúde do praticante.
Tendo sido construído fundamentado sobre a observância das leis naturais do Yin e Yang, o Tai Chi Chuan é infinitamente adaptável, podendo ser praticado desde por atletas até por pessoas com problemas de saúde sérios, e sendo útil tanto para condicionamento físico pesado quanto para a recuperação da saúde. Por isto o Tai Chi Chuan é enormemente popular, e tem sido objeto de pesquisas cientificas que comprovam suas propriedades curativas superiores. Um exemplo recente é o artigo publicado no New England Journal of Medicine demonstrando que os resultados da pratica do Tai Chi Chuan por pacientes com Mal de Parkinson são superiores aos resultados dos oferecidos pela prática de exercícios comuns.


Tai Chi Chuan, arte marcial e defesa pessoal

O Tai Chi Chuan é uma arte marcial, e pode ser usado para defesa pessoal. No entanto, é preciso compreender que o Tai Chi Chuan baseia-se na aquisição de habilidades que devem aparecer naturalmente pela transformação do corpo. Isto é muito diferente, e requer muito mais horas de treinamento, do que aprender técnicas de rápida assimilação. O Tai Chi Chuan foi criado por um general, para ser ensinado dentro da sua família, ou seja, para alunos que estariam em contato constante com o professor. Além disso, estes alunos viriam a tornar-se profissionais: os Chen ficaram famosos como guarda-costas de caravanas comerciais, numa época bastante turbulenta no interior da China. Aqueles que usavam o Tai Chi Chuan para esta finalidade treinavam em regime de dedicação integral - o dia todo, todos os dias.


Movimentos do Tai Chi Chuan

Os movimentos do Tai Chi Chuan são feitos de maneira encadeada e fluida, e devem ser realizados em estado de plena atenção mental. Devem ser comandados pelo centro do corpo - a região que vai do alto das coxas até a altura do umbigo, pois esta região é onde se localiza a maior parte da massa muscular. Ao mesmo tempo, no meio desta região está o centro energético do corpo, conhecido como dantien. As sequências de movimentos no Tai Chi Chuan são chamadas de "formas", e existem formas de vários tamanhos. No Estilo Chen de Tai Chi Chuan as formas antigas tem 75 movmentos (Laojia Yilu) ou 83 movimentos (Laojia Erlu), e há formas curtas de 19 e de 38 movimentos. No Tai Chi Chuan da família Chen os movimentos podem ser lentos, em sua maioria, ou rápidos e explosivos, quando pratica-se o fajin.


Sobre mim

Eduardo Molon - Tai Chi Chuan

Meu nome é Eduardo Molon. Comecei a praticar Tai Chi Chuan em 1998, nos seminários do Grão-Mestre Chen Xiaowang, o patriarca a da 19ª geração da família Chen, e fui aceito, a seu pedido, como aluno por seu filho Chen Yingjun. Desde então recebo instrução a portas fechadas de Chen Yingjun.
Já morei na China e na Austrália para dedicar-me a treinar com Chen Yingjun, por dois anos, e também na Alemanha para treinar com Jan Silberstorff. Sou certificado como Instrutor Sênior pela WCTA-Br desde 2007, fui autorizado pelo Grão-Mestre a ensinar, e recebi a certificação no 5º Duanwei da Chinese Wushu Association, órgão do governo chinês na International Wushu Federation. Desde 2009 sou Secretário-Geral da World Chen Xiaowang Taijiquan Association Brasil.

Depoimentos

Dentre as muitas experiências que tive com mestres de Artes Marciais, tanto em nível Brasil quanto internacional, foi uma experiência enriquecedora e altamente gratificante minhas aulas de Chen Taijiquan (Tai Chi Chuan) com o professor Eduardo Molon. Sua alta qualificação técnica aliada à sua inesgotável boa vontade em transmitir o sistema de modo íntegro, tornam a relação de aprendizado altamente positiva. Se o que você procura é aprendizado de nível internacional, conduzido em um excelente ambiente e fazer parte de uma organização mundial que preserva o conhecimento do Tai Chi Chuan em sua origem, em uma linhagem de transmissão pura, o professor Eduardo Molon é com certeza absoluta a melhor opção no cenário do Rio de Janeiro.

Jucelito W.

Com uma calma e técnicas insuperáveis, o professor Eduardo faz o Tai Chi Chuan parecer mais fácil do que parece. Com aulas descontraídas, você se supera e não só aprende a prática assim como o porque de cada movimento aplicado. Com a dedicação de uma vida ao Tai Chi Chuan deste professor, com certeza, no mínimo suas aulas serão memoráveis.

Rodrigo T.

Para mim, é uma grande oportunidade poder avaliar as aulas do professor Eduardo Molon. Na verdade, é uma oportunidade de informar a todos a delícia e o prazer de aprender e praticar com ele. Eu fazia aulas às 7:15 da manhã e este horário era bem difícil para mim, mas não houve um só dia em que eu tenha me arrependido de ter acordado cedo, pois, ao final da aula, eu sempre me sentia muito, muito melhor! Além da técnica irrepreensível, o Eduardo tem o brilho no olho dos professores que curtem o que fazem, que se dedicam e que tem real interesse em transmitir seu conhecimento. Além disso, é sempre um prazer ouvir suas experiências, relatadas com calma, serenidade e muita empolgação. Estou tentando me organizar para voltar às aulas!

Leonora Fróes

Tive a oportunidade de conhece-lo no início do ano e frequentei suas aulas por apenas 3 meses, mas que me foram muito marcantes, pois pude perceber a profundidade da técnica que não sei bem, mas acredito até que seja milenar, embora tenha sido sistematizada pelo seu mestre num período relativamente recente, e pude perceber mudanças em meu corpo também, melhorias, mais saúde e uma forma de energia sutil que eu comecei a conhecer melhor (o fluxo das energias Yin e Yang). O professor Eduardo é realmente extremamente dedicado e focado em seu trabalho, percebe-se logo que é profundo conhecedor do assunto e de outros relativos ou que eventualmente faz-se algum tipo referencia, comentário, já que eu sou praticante de Yoga há bem mais tempo, além do que é amigo e carismático, o que acredito fazer toda a diferença em qualquer profissão, ainda mais quando se está ensinando. No demais, lhe desejo muito sucesso, hoje e sempre, e espero poder voltar a frequentar suas aulas. Namastê!

Daniel M.

Acompanhei de perto a trajetória de Eduardo, que conheço há mais de 20 anos. É um professor muito dedicado, competente e altamente qualificado: qualidades muito valiosas e raras no mundo atual, das formações completas em três finais de semana... Como secretário da WCTA-br, desenvolve trabalho pioneiro na implantação do Tai Chi Chuan da família Chen no Brasil. Ele já faz parte da história dessa arte em nosso país. Mais recomendado impossível.

Daniel L.

Conheci a aula do Professor Eduardo Molon, já próxima aos 60 anos e com algumas alterações na saúde e dores no corpo. Sempre fiz várias atividades físicas, fossem na linha ocidental como na oriental. Mas com o professor Eduardo senti o quanto seus ensinamentos passaram a ser, para mim, a cada dia que ia às suas aulas de Chi Kung e Tai Chi Chuan, a certeza de que ainda possuía energia e vigor dentro de mim . Apenas não sabia como usá-los. A forma interessada e leve como transmite seus conhecimentos aliados à sua técnica perfeita tem sido de grande importância na melhora da minha qualidade de vida e no enfoque filosófico que passei a dar a ela.

Denise C.

Fazer Tai Chi com o Eduardo Molon é entrar em contato com algo de altíssimo nível e requinte: praticar o Tai Chi da Família Chen, que é passado de geração para geração e de mestre para discípulo. Soma-se a isso, a pessoa do Eduardo Molon, que faz parte dessa cadeia de mestre-discípulo, encarna o mestre de Tai Chi. É alguém que vive o que ensina, e isso é muito inspirador. Recomendo essa prática a todos.

Leonardo de Amorim Thury


Contato

Você pode falar comigo para saber mais sobre as aulas de Tai Chi Chuan pelo meu telefone ou pela internet:

  • (21) 98571-8080
  • Meu site pessoal
  • Twitter
  • Facebook
  • LinkedIn
  • Google +

Mais informações sobre Tai Chi Chuan


Todos os direitos reservados para Eduardo Molon © Plágio é karma mau, muito mau.